Compartilhe

Publicado em: 3 de maio de 2021
Categorias: Formação, Notícias

Lideranças e conselheiros/as da saúde retomam formação em formato virtual

O Centro de Educação e Assessoramento Popular - CEAP, que atua em todo o país com educação popular, iniciou na última semana a 2ª edição do processo de formação de conselheiros de saúde e representantes de movimentos populares em todo o Brasil. O projeto é uma iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS), com apoio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS no Brasil) e execução do CEAP.
O objetivo é contribuir para a formação dos participantes, fortalecendo os processos de participação e controle social no Sistema Único de Saúde como multiplicadores em defesa do SUS em seus estados. Pela primeira vez, as atividades serão realizadas em formato virtual para mais de 1.400 pessoas e mais de 30 educadoras e educadores populares.

Fernando Pigatto

A formação prevê discussão de temas como Covid-19, financiamento do SUS, controle social, história das políticas públicas de saúde, entre outros. Também estão previstos seminários estaduais.
Além da formação para conselheiros e lideranças e dos seminários, o projeto tem ainda duas linhas: pesquisa sobre o impacto da Covid-19 no exercício do Controle Social, que implicará em entrevistas realizadas com representantes dos conselhos estaduais de saúde e, ainda, a sistematização de dez experiências formativas desenvolvidas por movimentos e entidades nacionais.
Esta edição da formação foi adaptada às novas realidades decorrentes da pandemia e do distanciamento social e o conteúdo programático foi atualizado, incorporando os desafios que a Covid-19 trouxe para a sociedade e para o SUS.

 

Sueli Barrios

"Precisamos estar cada vez mais unidos porque as ameaças ao nosso Sistema Único de Saúde não cessaram, pelo contrário. É necessário seguirmos oportunizando formação e constituição de novas lideranças que defendam o SUS, porque é ele quem tem salvado milhões de vidas neste momento de calamidade pública, nesta grave crise sanitária e social instalada no Brasil. Para isso, o Controle Social precisa estar forte, ativo e presente", avalia o presidente do CNS, Fernando Pigatto.“No momento em que vivemos a maior crise política, sanitária e humanitária do país, onde atividades presenciais não são possíveis, o CNS/CIEPCSS, OPAS e CEAP se desafiam e inovam com a realização de oficinas de formação no formato virtual. Temos a certeza de que este processo de educação permanente terá a capacidade de coletivamente produzir reflexões capazes de contribuir para qualificação e fortalecimento da atuação de conselheiros/as e lideranças de movimentos sociais na defesa da democracia, do controle social e do SUS como sistema de saúde universal, integral, equânime e com forte participação da sociedade”, afirma Sueli Goi Barrios- Coordenadora da Comissão Intersetorial de Educação Permanente para o Controle Social no SUS-CIEPCSS do CNS.

O desafio das Educação Popular durante a pandemia

Elenice Pastore

“Para o CEAP é uma grande satisfação retomar a realização das oficinas de formação, especialmente neste momento em que a saúde é um dos direitos mais necessários em função da pandemia da Covid-19. A tarefa de fazer educação popular através das telas é um grande desafio. Buscamos tornar o momento de formação em um processo de construção de conhecimento coletivo, onde o grupo de lideranças e conselheiros possam, a partir da oficina, atuar mais efetivamente na consolidação dos conselhos de saúde como espaço de controle social e de defesa do SUS”, explica a diretora do CEAP, Elenice Pastore.

 

“A formação no SUS se torna estrutural este momento”

Valdevir Both

“A formação é importante em qualquer período histórico, mas neste, em que a democracia é vilipendiada todos os dias e o SUS é atacado por quem deveria cuidá-lo, juntar-se para dialogar e construir caminhos para resistir e avançar, é estrutural. Estamos sendo desafiados a repensar as nossas formas de "fazer" e lutar a partir das ferramentas virtuais, e torná-las um instrumento a favor da luta por direitos e pelo SUS. O empenho e compromisso de todas as pessoas e parceiros envolvidos até aqui nos dão a certeza de que estamos reinventando a educação permanente no país e fortalecendo a participação e controle social no SUS”, explicou o coordenador executivo do CEAP, Valdevir Both.
O desafio da educação popular em um ambiente virtual

Nara Peruzzo

“Pensar uma formação, à luz da educação popular em um ambiente virtual está sendo uma bela experiência. Porque a nossa prática educativa, enquanto educadores populares, acontecia no encontro com o/a outro/a, em um mesmo ambiente físico. Mas no ambiente virtual é diferente. O tempo é diferente, a interação é diferente, as condições de participação são diferentes, os subsídios pedagógicos são outros... Tivemos que reaprender a “fazer” encontros formativos, mas nossa proposta permanece a de fortalecer a luta pela defesa da vida, pelo fortalecimento do SUS e pela garantia do Direito Humano à Saúde”, destaca Nara Peruzzo, coordenadora técnica deste Projeto do CEAP, CNS e OPAS.
O CEAP tem mais de 30 anos de atuação como organização da sociedade civil, não-governamental, autônoma, comprometida com a construção de um projeto de sociedade democrático e popular, tendo a Educação Popular como o elemento central da sua atuação. Tem como objetivo estratégico fortalecer e promover a organização, a articulação e a visibilidade dos sujeitos sociais populares como interlocutores das demandas populares. O trabalho do CEAP é desenvolvido a partir de três áreas: Assessoria, Pesquisa e Formação.
Saiba mais sobre o Projeto: www.formacontrolesocial.org.br.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Acesse aqui