Compartilhe

Publicado em: 30 de junho de 2021
Categorias: Formação

CNS e CEAP reúnem comissões de educação permanente dos estados para potencializar formação em defesa do SUS

Projeto em parceria com a Opas vai oferecer mais 40 oficinas no segundo semestre

A Comissão Intersetorial de Educação Permanente para o Controle Social do SUS (CIEPCSS), do Conselho Nacional de Saúde (CNS), e o Centro de Assessoramento em Educação Popular (CEAP) se reuniram na última terça-feira (29) com as coordenações das comissões de educação permanente, representantes da Mesa Diretora e Secretaria Executiva dos Conselhos Estaduais de Saúde (CES) e do Distrito Federal.

Este 5º Encontro Virtual com as Comissões de Educação Permanente realizou um balanço da 2ª edição do Projeto de Formação para o Controle Social no SUS, que está acontecendo de maneira virtual para conselheiros de saúde e lideranças sociais de todos os estados brasileiros.

O encontro também buscou traçar estratégias para potencializar as oficinas de formação, cursos, pesquisa, seminários estaduais e processos de multiplicação que compõem esta edição. Desde abril, o CNS e o Ceap já realizaram 33 oficinas de formação que abordaram a história das políticas públicas de saúde, financiamento, modelos de atenção, organização das ações e serviços no SUS e temas relacionados à pandemia. Os participantes se tornaram multiplicadores destes processos formativos.

“Este projeto tem sido uma aposta importante do CNS e uma estratégia extremamente potente, que tem contribuído muito para que a atuação de conselheiros e lideranças de movimentos sociais possa ser fortalecida e ampliada em cada um dos espaços de atuação” afirma a conselheira nacional de saúde Sueli Barrios, que coordena a CIEPCSS.

O projeto, inicialmente previsto na modalidade presencial, foi readaptado para atender as condições impostas pela pandemia da Covid-19 e o isolamento social e ocorre em formato integralmente online. “Estamos gerando novas práticas, nos ressignificando neste período. É possível fazer mobilização e formação desta maneira também. Nosso esforço é para que a formação tenha comprometimento com as ações concretas da vida das pessoas neste contexto que vivemos no país”, avalia o coordenador executivo do Ceap, Valdevir Both.

“As fragilidades existem, mas essa ideia de trocar experiências com os estados é de suma importância para o fortalecimento do SUS dentro deste contexto da pandemia”, completa a presidente do CES Maranhão, Raimunda Rudakoff.

Seminários estaduais

Além das oficinas, o projeto inclui a realização de seminários estaduais que já atenderam as populações do Piauí, Amapá, Santa Catarina e Amazonas. O próximo será no dia 2/07 para o público do Paraná.

Os seminários são voltados para as pessoas que participaram das oficinas de formação, lideranças de movimentos sociais, populares e sindicais e para o público em geral. “O encontro foi motivacional para os conselheiros que participaram. Temos que reforçar a importância desses espaços, que precisam ser fortalecidos e resgatados. Esse é o sentimento que nós temos no Amazonas. Vai ser bastante desafiador e as pessoas estão muito motivadas a seguir nesse processo de formação”, afirma o coordenador da Comissão de Educação Permanente do CES Amazonas, João Libardoni

Interessados em participar dos seminários devem preencher formulário de inscrição online. Todos os seminários são transmitidos pelo YouTube do CNS e do Ceap, com duração de aproximadamente duas horas e meia.

Curso de Ferramentas Virtuais e Participativas

A 2ª edição do projeto ainda inclui o Curso de Ferramentas Virtuais e Participativas, que tem como objetivo capacitar conselheiros e ativistas de organizações e movimentos sociais no domínio de ferramentas que possam multiplicar ações de articulações em seus territórios e comunidades. As ferramentas utilizadas serão Zoom e Padlet.

Serão realizadas quinze turmas deste curso, o primeiro será no dia 16 de julho, das 8h30 às 17h, com intervalo para o almoço. Os cursos são voltados para conselheiros (as) estaduais e lideranças de movimentos sociais. As vagas são limitadas e para se inscrever é necessário entrar em contato com o conselho de saúde do seu estado até o dia 10/07.

“Montamos uma força tarefa para compreender que ferramentas poderíamos utilizar para promover, da melhor forma possível, essa articulação e aprendizagem recíproca entre os movimentos. As pessoas se conectam através da tecnologia, mas somos nós quem criamos o ambiente favorável para isso”, afirma o educador do Ceap Fabio Merladet.

Para todas as atividades do Projeto de Formação para o Controle Social no SUS – 2ª edição serão entregues certificados de participação.

Continuidade do projeto

O Projeto de Formação para o Controle Social no SUS – 2ª edição é uma realização do CNS e Ceap em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). No segundo semestre, serão oferecidas mais 40 oficinas de formação. As datas serão divulgadas em breve.

“É muito importante dar continuidade a esse processo de educação permanente, construído coletivamente, a partir dos desafios das ferramentas virtuais. Temos absoluta certeza de que os conselhos de saúde e movimentos sociais são imprescindíveis nessa caminhada”, destaca Sueli Barrios.

A coordenadora da CIEPCSS também fala sobre o desejo de ampliar os processos de formação para novos atores. “A ideia é formarmos uma grande rede de educação permanente no país inteiro, com multiplicadores que mobilizem e dialoguem com  a população para defendermos o SUS e o Controle Social”, conclui.

  Saiba mais sobre o Projeto de Formação para o Controle Social no SUS – 2ª edição

Confira o calendário dos seminários estaduais

fonte: Ascom CNS

Foto: Arquivo EBC

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Acesse aqui